Festa do Sacrifício

PORDOSOL-slide22

No Alcorão, Abraão , que acredita em Deus, teve um sonho em que ele mata o seu filho. Mas ao contrário da Bíblia, que afirma que Abraão iria sacrificar Isaque, no alcorão, ele tem um sonho onde oferece Ismael como um sacrifício a Deus. Ele revela ao filho o sonho e o filho diz ao pai para respeitar a vontade de Deus. Assim eles deslocam-se para o Monte Arafat e, em comum acordo com Ismael, prova sua fé se dispondo a sacrificar seu filho a Deus. Só então que há semelhanças com a Bíblia onde Deus (Allah) providencia um cordeiro. 

A tradição muçulmana afirma que quando Ismael estava com 13 anos e Ibrahim do 99 anos, foi revelado por sonho a respeito do sacrifício que deveria ofertar seu filho. Ismael concordou com o sacrifício de si próprio. Depois desta provação vencida, a tradição muçulmana afirma que Allah concedeu que Abraão tivesse seu segundo filho, Isaque. 

AbraoA chamada “Festa do Sacrifício” marca um dos rituais entre o povo muçulmano. O ensino semelhante na tradição hebraica e cristã é igualmente estimulado, ainda que não seja incentiva festas ou peregrinações. Inicia-se também a famosa peregrinação à Meca, que dura em torno de uma semana. Estamos vivendo nesta semana esses momentos de “Festa do Sacrifício” e também peregrinação à Arábia Saudita. Muçulmanos do mundo inteiro (árabes, africanos, latinos, asiáticos) estão em peregrinação para cumprir um dos cinco pilares do Islamismo.

Diferentemente do Alcorão, a Bíblia nos ensina acerca do simbolismo do sacrifício de Abraão. Este símbolo, o Cordeiro, tem sido esquecido por estes que Deus ama. Precisamos orar para que Deus possa desvendar os olhos deles e que entendam que o Cordeiro já foi imolado, trazendo perdão dos pecados e livre acesso ao Pai das luzes.

Você pode orar por isso?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comente

Comentários

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.