PORDOSOL-slide23

2014 sem fronteiras

Um dos alvos determinantes na prática missionária é anunciar a Cristo onde ele permanece desconhecido, o que coincide com a visão de Paulo sobre a finalidade e prioridade da Igreja. Escrevendo aos Romanos ele deixa claro que a finalidade da Igreja é a glória de Deus (Rm 16:25-27) e a sua prioridade é anunciar a Cristo (Rm 15:20).

As fronteiras missionárias representam diferentes realidades como a diversidade linguística e cultural, formatos sociopolíticos, distância geográfica, necessidade de recursos e saudades de casa. Há também aspectos menos objetivos, porém igualmente determinantes, como as lutas emocionais e a batalha espiritual. Para anunciar a Cristo aos que pouco ou nada ouviram é preciso ultrapassar fronteiras.

Read more »

PORDOSOL-slide22

Festa do Sacrifício

No Alcorão, Abraão , que acredita em Deus, teve um sonho em que ele mata o seu filho. Mas ao contrário da Bíblia, que afirma que Abraão iria sacrificar Isaque, no alcorão, ele tem um sonho onde oferece Ismael como um sacrifício a Deus. Ele revela ao filho o sonho e o filho diz ao pai para respeitar a vontade de Deus. Assim eles deslocam-se para o Monte Arafat e, em comum acordo com Ismael, prova sua fé se dispondo a sacrificar seu filho a Deus. Só então que há semelhanças com a Bíblia onde Deus (Allah) providencia um cordeiro. 

A tradição muçulmana afirma que quando Ismael estava com 13 anos e Ibrahim do 99 anos, foi revelado por sonho a respeito do sacrifício que deveria ofertar seu filho. Ismael concordou com o sacrifício de si próprio. Depois desta provação vencida, a tradição muçulmana afirma que Allah concedeu que Abraão tivesse seu segundo filho, Isaque. 

Read more »